Notícias

22/10/2019

Ouvidoria do Estado amplia atendimento ao cidadão com nova estrutura interna

Em reunião com servidores, na Cidade Administrativa, Simone Deoud explica a importância do protagonismo da OGE, nos dez meses desta gestão, com a reestruturação do órgão.

 

IMG 7884bA Ouvidoria-Geral do Estado de Minas Gerais (OGE-MG) vai expandir o atendimento ao cidadão, com a nova estrutura interna, aprovada pelo governador Romeu Zema, por meio do decreto de competência 47.740/2019, publicado nesta terça-feira (22/10), no Diário Oficial do Estado.

O ato de oficialização da reestruturação e das novas competências do órgão foi comunicado pela ouvidora-geral, Simone Deoud, durante reunião com os servidores da casa, na Cidade Administrativa. No encontro, a ouvidora ressaltou a importância dos setores criados, das adaptações e dos aperfeiçoamentos das estruturas existentes, entre outros assuntos que foram pensados e propostos para atender bem ao cidadão e melhorar a prestação dos serviços públicos.

Na reunião, Simone Deoud ressaltou que a nova estrutura do órgão reflete o protagonismo da OGE que vem atuando para valorizar ainda mais os servidores e dar mais condição no desenvolvimento das atividades. “A nova estrutura nos garantiu mais espaço e exigiu um trabalho de muita ousadia e coragem, representando um avanço do órgão em dar retorno ao maior acionista do Estado, o cidadão, pagador de impostos. Estamos nos empenhando, cada vez mais, para dar mais visão e qualidade às nossas ações, não medindo esforços para valorizar os servidores da casa que estão comprometidos com a diretriz do governador Romeu Zema e defendida por mim, que é dar ética, transparência, lisura ao novo governo”, explicou a ouvidora.

Com o decreto 47.740, a OGE que tinha seis ouvidorias especializadas e uma assessoria especial de combate ao assédio moral, passa a ter mais quatro ouvidorias especializadas, somando a partir de agora, dez ouvidorias, além das assessorias técnicas e núcleos estratégicos e de inteligência. São elas:

  • Assédio Moral e Sexual
  • Desenvolvimento Econômico, Infraestrutura e Desenvolvimento SOCIAL
  • Prevenção e combate à Corrupção
  • Assuntos Gerais

IMG 7880Ao comentar sobre a nova estrutura, a ouvidora, destacou a Ouvidoria de Prevenção e Combate à Corrupção. “Combater a corrupção está no DNA deste governo e como Ouvidora-Geral, e com a colaboração da equipe, vamos trabalhar incessantemente para combater esse mal e ajudar o nosso Estado a voltar a crescer para que nossa população tenha condições mais dignas para se viver.

Com a nova estrutura, agora são dez Ouvidorias: Ouvidoria Ambiental e Agropecuária, Ouvidoria de Assédio Moral e Sexual, Ouvidoria de Desenvolvimento Econômico, Infraestrutura e Desenvolvimento Social, Ouvidoria Educacional, Ouvidoria de Fazenda, Licitações e Patrimônio Público, Ouvidoria de Prevenção e Combate à Corrupção, Ouvidoria de Polícia, Ouvidoria de Saúde, Ouvidoria do Sistema Penitenciário e Socioeducativo, Ouvidoria de Assuntos Gerais.

Sobre a Ouvidoria

Criada em 6 de agosto de 2004, por meio da Lei nº 15.298, a OGE incorporou-se a Ouvidoria de Polícia, já existente desde 1997, que se integrou às outras cinco ouvidorias especializadas - Ambiental, Educacional, Fazenda, Patrimônio e Licitações Públicas, Saúde e Sistema Penitenciário.  A Ouvidoria-Geral é o canal de interlocução entre a sociedade e o Governo.